Quotas apenas o começo da turbulência com a chegada da Bet2u em meio a uma crise

Quotas apenas o começo da turbulência com a chegada da Bet2u em meio a uma crise

Quotas apenas o começo da turbulência com a chegada da Bet2u em meio a uma crise

Comments Off on Quotas apenas o começo da turbulência com a chegada da Bet2u em meio a uma crise

A equipe chega a este jogo com uma derrota em casa por 57 a 15. Esse é um resultado, quem quer que tenha infligido, que deveria impedir o mundo do rugby de virar, mas é apenas o mais baixo ainda em uma série de nadires sofridos pelos Springboks nos últimos dois anos. A aura da África do Sul tem escorregado há algum tempo. Onde será decidido o confronto entre Inglaterra e África do Sul em Twickenham | Gerard Meagher Leia mais

É claro que a saga política em casa é sempre presente. A campanha para mudar o rúgbi, historicamente o esporte do homem branco, é o ramo mais simbolicamente Bet2u poderoso do programa de transformação da África do Sul. Dois anos atrás, coincidentemente, quando as primeiras oscilações reais no Springbok Rugby tomaram conta, a política foi estabelecida: a meta para todas as equipes representativas da África do Sul é ser 50% não branca até 2019.O não cumprimento da meta resultará na retirada de fundos do governo. Mas há a questão dos jogadores “negros africanos” e “coloridos”, uma distinção cada vez mais desenhada pelo ANC, e que conta como o quê. Damian de Allende, por exemplo, foi recentemente desclassificado como um jogador “colorido”, já que ele tem ascendência hispânica. E assim a dança continua.

Mas há um novo e mais amargo vento Bet2u soprando através do jogo na República, que tem assobiado pelo mundo há alguns anos e está pronto para se juntar a ele. a dinâmica definidora dos próximos anos. E vem daqui de cima. Dinheiro.

Existem cerca de 350 sul-africanos jogando rúgbi profissional na Europa. Eles se tornaram os habitantes das ilhas do Pacífico das nações de primeiro nível. Enquanto isso, a economia está começando a morder em casa.As assistências estão baixas e os jogadores restantes estão espalhados por seis conjuntos de Super Rugby. A Western Province, uma das potências, anunciou recentemente a liquidação de seu braço profissional. Gavin Rich, um respeitado jornalista e autor do Cálice envenenado, um estudo sobre a tarefa mais ingrata do jogo, que do treinador da Springbok, teme Bet2u jogos de futebol que a má notícia na frente financeira esteja apenas começando. “Há uma apatia geral do público sul-africano pelo rúgbi no último momento. Há uma percepção negativa sobre as cotas. E as pessoas estão sendo expulsas também porque acreditam que os melhores jogadores estão jogando no exterior.Fui ver as semanas do grupo etário este ano, e muitos desses caras estão sendo abocados por clubes do exterior logo depois de saírem da escola. ”

Há uma ironia distorcida no fato de que a Inglaterra e A França, com uma vitória sobre o Springboks entre eles nos últimos 10 anos, representa a mais sinistra ameaça ao rugby sul-africano – e não tem nada a ver com o chute de Owen Farrell ou com o passe de Louis Picamoles.Allister Coetzee é o último a agarrar o cálice envenenado e sua primeira temporada no comando foi bem preparada, espancada com muita freqüência – e severamente – no campo e Bet2u sacudida pela inevitável cacofonia do tuppence worth de todos. “Eu entendo que pessoas e ex-jogadores têm opiniões”, diz ele estoicamente. “Vivemos em um país democrático, e é justo.” União de rúgbi: 10 coisas para se olhar no outono internacional | Gerard Meagher Leia mais

Coetzee parece um homem de dignidade e paciência. Ele insiste que nunca escolheria um jogador para a cor de sua pele, e ele pega no queixo a perda de seis ou sete jogadores-chave da equipe que acabou por terminar a Copa do Mundo em terceiro.Mas ele também reconhece que a ameaça financeira das potências européias é uma preocupação profundamente séria. A Nova Zelândia, por enquanto, está prestes a resistir a isso por meio do escravo quase religioso que a camisa preta exerce. A Austrália apresentou sua solução de meio-campo na seleção de jogadores estrangeiros, mas a África do Sul não tem medidas para manter os jogadores em casa. É uma estratégia em análise. “Ainda não decidimos uma política, mas estamos em discussões”, diz Coetzee. “Temos que olhar para nossa própria situação. A África do Sul é completamente diferente de qualquer outro Bet2u país e gostaríamos de mantê-lo assim.Tenho certeza de que conseguiremos o equilíbrio certo. ”Por enquanto, o soldado da família Springboks está reunido nesta semana em todos os cantos da África, Europa e Japão, alguns relógios sintonizados para o hemisfério sul. temporada, alguns para o norte. Eles estão em apuros desesperados, mas eles vão entrar na arena de Twickenham balançando. Os jogadores vêm e vão, as fortunas diminuem e aumentam, mas a África do Sul sempre terá um grande pacote. O escolhido para o sábado é vasto mesmo por essa tradição. E, pelo que vale, seis dos 23, ou 26%, não são brancos. “É sempre difícil depois das Copas do Mundo”, diz Coetzee. “A mudança de mentalidade leva tempo e sei que o tempo nunca está na agenda de qualquer treinador internacional. Não há tempo realmente. Mas estou certo de que estamos melhorando. ”As palavras abandonadas de uma força desvanecendo ou uma declaração de renovação?Isso dependerá tanto da dinâmica aqui como de lá.

Martin

Create Account



Log In Your Account